sexta-feira, julho 11, 2008

Elis Regina, sempre e sempre e sempre

Ao vivo, Festival de Montreux, Elis Regina, sempre divina, cantando Milton Nascimento, medley com Ponta de Areia, Fé Cega, Faca Amolada e Maria, Maria.
Dedicado à Maria, precisamente, "uma mulher que merece viver e amar como outra qualquer do planeta".



4 comentários:

Anónimo disse...

Aqui está uma dedicatória de fazer inveja.

rb disse...

Ora essa, caro(a) anónimo(a), em se identificando, faço-lhe uma, também.
:)

maria disse...

Tenho vindo a pensar o que escrever para retribuir tamanha dedicatória e só me ocorre dizer, Obrigada! Palavras para quê se o silência é de ouro.
Beijos.

Sandra Leite disse...

pra mim, a maior cantora do Brasil pra sempre:)
E tenho dito;)