quinta-feira, janeiro 24, 2008

Também digo

Livros.

4 comentários:

beautiful disse...

radical, digo eu.
cada um lê o que quer. posso ter uma opinião sobre isso, somente.
admira-me que subscrevas.

rb disse...

Subscrevo porque ando a sentir a mesma coisa: aversão a livros. Mas isso não é bom, também sei.

rui guerra disse...

e é uma contradição da própria Ana (seja ela quem for), porque ao longo dos seus posts, sempre fez alusão a livros e escritores.
compreendo a aversão à literatura enlatada, às conversas estúpidas do "estou a ler", "li", etc.. assim como, a citação de autores, passagem de livros e outros rasgos de intelectualidade bacoca.
a tua aversão deve-te preocupar e muito, já não tens 17 anos, jovem.

rb disse...

Mas eu adoro ler e leio todos os dias blogs, jornais, revistas e na minha profissão também sou obrigado a ler. Mas literatura não ou muito pouco. E quando o faço, demoro imenso, perco o fio à meada e muitas vezes deixo os livros a meio por falta de pachorra. E também por manifesta falta de tempo, embora saiba que o hábito também se cria.

Por outro lado, a tal aversão (e este termo é exagerado) é porque sempre achei que há coisas da vida que não se encontram nos livros, têm de ser vivenciadas. No entanto, há quem pense o contrário, que se pode viver só com os livros, o que é uma ilusão. Acho que foi também esse, além do que disse o Guerra, o sentido do que a Ana quis dizer.