terça-feira, janeiro 09, 2007

Boas festas vimos dar

A propósito do post anterior, este ano, prometi a mim mesmo não enviar mensagens de Natal e Ano Novo a ninguém. Quase não abri excepções, mas, uma delas até foi aqui.
Incongruências à parte, esta minha relutância deve-se ao facto de não aceitar muito bem estes arrebatamentos de solidariedade e afecto que se assolam nesta última época de festas. Como podem dizer que somos um país pequeno se conseguimos proezas destas. Eles é "tudo de bom"; "muita saúde", "muita paz"; "muita alegria", etc, etc, etc.
Claro que no meio disto há mensagens sinceras e sentidas que me sensibilizam sempre mas o resto, solidariedade e amor por convenção, não obrigado.

3 comentários:

Anónimo disse...

Estou de volta, meu caro... Se esta for uma boa novidade, que seja a primeira de ano novo cheio delas.

ricardo batista disse...

Então não é! É uma excelente novidade!

ofthewood disse...

Um bom ano. Vou ser mais assíduo nas palavras ditas. É ano novo e a coisa vai melhoar.