domingo, dezembro 24, 2006

Um bom Natal


Cheio de sorte, saúde e surpresa.

1 comentário:

opti disse...

Porque nos últimos dois dias todo o tempo foi pouco para preparar e viver a Festa do Natal ,ofereço-te hoje a leitura de um soneto de António Gedeão, que julgo inspirador para esta época de preparação para o começo de um Novo Ano:

VENTO NO ROSTO

À hora em que as tardes descem,
noite aspergindo nos ares,
as coisas familiares
noutras formas acontecem.

As arestas emudecem.
Abrem-se flores nos olhares.
Em prespectivas lunares
lixo e pedras resplandecem.

Silêncios,perfis de lagos,
escorrem cortinas de afagos,
malhas tecidas de engodos.

Apetece acreditar,
ter esperanças,confiar,
amar a tudo e a todos.

Beijinhos