quarta-feira, fevereiro 13, 2008

Hobbes


O meu filhote habituou-se a dormir ao lado do Hobbes, o inseparável boneco do Calvin, que a avó lhe ofereceu no primeiro ano de idade. Só adormece a coçar-lhe o pêlo das orelhas. Já deixou chupeta mas ainda dorme de Hobbes na mão.
Em abono de verdade o peluche é o Tigrão do Winnie the Pool e não o Hobbes. As semelhanças entre ambos são notáveis. Quando soubemos que era o Tigrão, era tarde, há muito que estava baptizado.
Agora, o pobre do boneco tem o pêlo demasiado coçado para se poder apresentar. As orelhas, estão furadas de um lado ao outro, de tão cofiadas que foram. Noites a fio, ao longo de 4 anos, por pequeninas e delicadas mãos . Cosido vezes sem conta, com pontos da cabeça aos pés, o Hobbes sobrevive ao gastar do tempo. Só vai desaparecer quando se esfiapar todo. Todinho mesmo.

3 comentários:

rui guerra disse...

o criador de Calvin não se sujeitou ao "merchadising" (acho que está mal escrito). Por isso, jamais poderia ser um Hobbes o tigre do teu filho. Ainda assim, o Tigrão é da história do urso Winnie, o mais engraçado de todos (provavelmente o único com piada), da série de personagens do Bosque qq coisa.

rb disse...

... dos Cem Acres.
A minha mãe é que escolheu o nome pelas parecenças com o Hobbes.
Na altura, o Tigrão e o Winnie eram para nós totalmente desconhecidos.
A chupeta e o Hobbes, foi coisa que entrou bem no ouvido e assim ficou.

rui guerra disse...

está-se sempre a aprender, mesmo em matéria de animação ou personagens dos quadradinhos.