domingo, dezembro 02, 2007

Clássico

Bem sei que custa admitir, mas factos são factos e ano após ano, com ou sem apitos, mais ou menos dourados, o FCP é invariavelmente a melhor equipa do campeonato de futebol português.
Esperava um pouco mais deste Benfica-com-ganas-à-Camacho, confesso. A expectativa em torno do clube da Luz encheu como um balão, motivada por uma série de factores favoráveis ao desejado triunfo sobre o rival nortenho. Mas não se viu nada, apenas alguns fogachos. Enquanto o adversário, andou sempre mais perto do golo e acaba por merecer a vitória. Se o treinador ainda fosse o Fernando Santos, que muito provavelmente não estaria em pior lugar, com uma derrota e exibição destas, o que não lhe rogariam de pragas. Digo eu. Adiante, para o ano há mais.

10 comentários:

rui guerra disse...

folgo em saber que viste o jogo!
eu não vi (não vejo estes jogos por questões emotivas) mas, pelo que li o SLb rematou 5 vezes contra 5 do FCP. O FCP meteu um golo, devido a um erro (característico neste futebol inconsequente do SLB à Camacho), o SLB falhou vários, sobretudo por maus remates do seu avançado destacado para este jogo.
Nem vou falar do SCP para não te chatear.
O grande mérito do Camacho é colocar a equipa a procurar a vitória até ao fim. A tal equipa que o homem está a construir (não sei se alguma vez ficará pronta) tem uma média de idades baixa - com o handicap do Rui Costa ter 35 anos e o Léo, perto disso. O que falta ainda ao SLB são aspectos tácticos, troca de bola, transposições rápidas para o ataque e leitura do jogo a partir do banco. Se as duas primeiras levam tempo, a última jamais será alcançada.
Existe muita inércia táctica na cabeça do Espanhol, que é contrabalançada pelo espírito de entrega.

rb disse...

Então não havia de ver (pedi a caixa emprestada ao meus vizinhos e cunhados ...).

"Nem vou falar do SCP para não te chatear."
Podes falar à vontade que não me chateias nada, é claro que não gosto de vê-lo bater no fundo, mas às vezes é preciso para poder renascer.

Quanto ao clássico, o Porto jogo no contra-ataque, pôs a jogar aqueles que tinham descansado contra Liverpool ..., e teve as melhores oportunidades além de fazer o essencial para ganhar um jogo: marcar golo.

"O que falta ainda ao SLB são aspectos tácticos, troca de bola, transposições rápidas para o ataque e leitura do jogo a partir do banco"

Se calhar um treinador daria jeito. O que me intriga no Camacho é de facto a empatia que ele queria com os adeptos. Como treinador vale zero e nunca ganhou nada mas no Benfica pode perder os jogos e campeonatos todos que ninguém o critica, nem ele mesmo a si próprio o faz, aliás. Fosse ele português ...

Gaspas disse...

Não sei que jogo viste, mas o SLB-FCP não foi concerteza, pois tamanha falta de verdade na análise passa a gozo, e vindo de um sportinguista isso seria um verdadeiro suicídio.
Falando do jogo, não há qualquer dúvida de que o justo vencedor seria o SLB. Além de ter dominado todo o jogo, com a excepção de última meia hora do primeiro tempo, a 2ª parte foi um verdadeiro massacre, com o acanhado FCP a não passar do meio campo. Só faltaram mesmo os golos, e não um, não dois, mas três ou quatro fariam justiça no resultado.
Isto para não falar no escandaloso penalty sobre o DiMaria que incrivelmente ainda lhe valeu um amarelo.
Enfim, o futebol do benfica vai bem e recomenda-se! VIVA o MAIOR CLUBE DO MUNDO... VIVA o BENFICA!!

rui guerra disse...

"Como treinador vale zero..." define: treinador!
Não devemos ter o mesmo conceito.
Zero ?
Não ganhou nada?
Define: ganhar!
"Ninguém o critica..." - só ouves o queres, o Camacho já saiu da Luz debaixo de assobios, num jogo que o SLB empatou e no jogo da liga dos campeões contra o SHKATAR Donest, obviamente foi bem assobiado.

rb disse...

Gaspas,
O meu defeito deve ter sido da caixa ...
Hip, hip, urra!!!

rb disse...

Guerra,

Quando comparado com outros treinadores que foram criticados e corridos da forma que se sabe, acho que vale zero. Pronto, zero vírgula qualquer coisa.
Ganhar é títulos.

"o Camacho já saiu da Luz debaixo de assobios, num jogo que o SLB empatou e no jogo da liga dos campeões contra o SHKATAR Donest, obviamente foi bem assobiado"

Ah, afinal há, estava a ver que não. Esperemos que fique no Benfica por muitos anos.

rui guerra disse...

"ganhar títulos" - então existem poucos treinadores.
Estás a ser demasiado fascista no teu discurso, género: dos fracos não reza a história.
Pergunto-te antes de vencer alguma coisa, como é que alguém pode ser treinador? O mourinho antes de ganhar tudo, já era treinador? O paulo bento, sem carteira de habilitações minímas de treinador, antes de vencer a Taça de Portugal já era treinador?
Além disso, existe um título conquistado pelo Camacho ao serviço do SLB - Taça de Portugal - frente ao Porto, no sábado anterior a esta equipa se tornar Campeã Europeia. Tornando-se o Benfica a única equipa a conquistar títulos em dois anos ao FCP, nem Celtic, nem Mónaco, nem Leira, nem SCP, só o SLB de Camacho - em prolongamento e com a ajuda do Nuno Espírito Santo.
Como vês por uma questão ideológica tens que redefinir o teu conceito de treinador e por outra questão (para não dizer de mesquinhez) deves ser mais sensato a apontar o dedo aos outros.
Qualquer dia és convidado para o blog Atlântico, ou coisa do género, eles lá é que se ofendem e insultam :)

rb disse...

Guerra,

Vai com calma, é certo que uma discussão de futebol tem de ser algo viril, mas também não exageres, com os adjectivos como "fascista" e "mesquinhez". Assim ainda te convidam para a Atlântico antes de mim.

Nem me lembrava dessa Taça de Portugal que o Camacho ganhou, afinal, no mínimo, é tão bom como o Paulo Bento, se calhar ganha é muito mais e não tem a humildade de assumir as responsabilidades das derrotas nem exige reforços quando as coisas correm mal.

rui guerra disse...

Quando se escreve, é necessário estarmos conscientes de que não estamos em conversa de café. A tua omissão ao título conquistado pelo Camacho, é reveladora do grau de conhecimento do curriculo do Espanho e da tua vontade em criticar tudo o que é estrangeiro (ver Scolari), até ao dia em que o SCP for treinado por um.
essa do Camacho não exigir nada é engraçada, tal como ele se esconder na hora da derrota, deves andar distraído certamente.
Vou ficar por aqui se não ainda vou eu para o Atlântico, se bem que por lá não aceitam provincianos como eu.

rb disse...

Guerra,

Isto não é um café, é verdade, mas é um blog e é, também, uma caixa de comentários. Aqui atrevo-me a fazer comentários sem esse rigor que reclamas.
E francamente se o palmarés de Camacho se resume a essa taça, também não errei assim tanto.
Eu não critico tudo o que é estrangeiro, e não são esses dois exemplos que me qualificam dessa forma, o que eu critico é uma tendência muito portuguesa de dizer mal de tudo quanto é português e não valorizar devidamente as nossas coisas e gentes. Só isso.

PS: quando dizia que não exige reforços referia-me ao Paulo Bento mas expressei-me mal. Lá está ...

PS2: também não te queria ver misturado com aqueles meninos neoliberais da Atlântico, apesar de já ter comprado alguns números e de lá escrever gente que gosto de ler, como é o caso do nosso querido maradona.