quarta-feira, janeiro 10, 2007

Sim, subscrevo, no entanto ...

Apesar do título ser infeliz, subscrevo na íntegra o argumentário liberal a favor do SIM, da autoria de CAA, o um e o dois.

No entanto, outros blasfemos mostram-se evasivos no seu sentido de voto. Até são a favor do SIM mas se calhar vão votar NÃO ou nem sequer vão votar.
E o maior pretexto para este nem sim nem sopas é o de discordarem que sejamos "nós", através do SNS, a pagar os futuros abortos. A ideia é mais ou menos esta: se a mulher quer abortar isso é com ela, desde que seja à sua conta e responsabilidade.
Este argumento é absurdo: primeiro porque é evidente que sendo o aborto uma prática que carece duma avaliação e de intervenção médica, tem de ser prtaicado em estabelecimento médico autorizado e o SNS tem de dar resposta; segundo, porque não há qualquer lógica moralista no SNS, senão aqueles que adoeceram porque fumaram ou beberam demasiado não teriam acesso ao serviço; terceiro, porque atribuir aos privados o exclusivo da realização duma IVG seria negar esse direito às mulheres sem recursos económicos, que serão porventura as que masi precisam de apoio.

Declaração de interesses: irei votar SIM no referendo e pela 2.ª vez.

2 comentários:

Vigoras disse...

eu voto sim...

mas gosta de te mandar um mail, para que possa ver qual a minha preocupação.

Qual é o teu email?

ricardo batista disse...

Está no blog Tó, mas, é ricabatista@gmail.com